PROVA NP2 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO

Questão 1: Em seu trabalho, Maria Regina de Oliveira incluiu o seguinte trecho: Segundo Amartya Sen (2000), há muitas teorias a respeito de justiça social, sendo que cada uma delas tem a pretensão de ser imparcial e melhor do que as outras. Segundo a norma ABNT:

A) O texto e a ideia são de Amartya Sen, autor citado por Maria Regina de Oliveira; nesse caso, a citação está feita de forma correta, sem o uso de aspas.

B) O texto é autoria de Amartya Sen, autor citado por Maria Regina de Oliveira; nesse caso, a citação está feita deforma correta, sem uso de aspas.

C) O texto é autoria de Amartya Sen, autor citado por Maria Regina de Oliveira; nesse caso, a citação está feita deforma correta, já que não foi identificada a página de onde a ideia foi extraída.

D) Apenas a ideia é de Amartya Sen e a citação está feita de forma correta já que, nesse caso, não é necessário o uso de aspas, tampouco a identificação da página de onde a ideia foi extraída.

E) Segundo as normas da ABNT disponíveis, e caso Maria Regina de Oliveira tenha feita a citação de forma correta, não é possível identificar quem é o autor da ideia apresentada.

Questão 2: Leia o trecho a seguir.

As universidades têm procurado coibir a prática do plágio por meio de uma adequada formação discente e docente e com a oferta de softwares que identificam coincidências de texto publicados na internet (LEME; SILVA, 2010).O trecho acima corresponde a:

A) Uma citação direta, com dois autores inseridos.

B) Uma citação direta, com dois autores não inseridos.

C) Uma citação indireta, com dois autores inseridos.

D) Uma citação indireta, com dois autores não inseridos.

E) Uma paráfrase, sem autores inseridos

Questão 3 – Segundo Lima (2002, p. 45), “as mídias sociais devem assumir um papel responsável enquanto disseminadores de conhecimento” (me ajudem?)

O trecho acima corresponde a:

A) Uma citação direta, com autor inserido.

B) Uma citação direta, sem autor inserido

C) Uma citação indireta, com autor inserido.

D) Uma citação indireta, sem autor inserido:

E) Uma paráfrase, com autor inserido.

Questão 4: Veja a charge a seguir:

fonte:https://i2.wp.com/www.umsabadoqualquer.com/wp-content/uploads/2019/08/3130-520×650.jpg;acesso em: 03 dez. 2019.

A respeito da charge, podemos afirmar que:

A) Ela busca mostrar a superioridade espiritual do conhecimento religioso.

B) Ela busca evidenciar a assertividade do conhecimento científico.

C) Ela pretende mostrar que há diferenças entre o conhecimento científico e o conhecimento religioso sem, entretanto, realizar qualquer julgamento de valor em relação a eles.

D) Ela mostra que não há possibilidade de diálogo entre o conhecimento científico e o conhecimento religioso.

E) Ela comprova que não há diferença alguma entre o conhecimento científico e o conhecimento religioso

Questão 5: O conhecimento científico distingue-se do senso comum sob muitos aspectos. Sob a perspectiva científica, é correto afirmar que:

(UFRJ/2014, com modificações) O conhecimento científico distingue-se do senso comum sob muitos aspectos. Sob a perspectiva científica, é correto afirmar que:

a.A tradição e os costumes são as principais fontes do conhecimento confiável.

b)A obtenção de evidencias empíricas é um método confiável para obtenção do conhecimento cientifico.

c.Todo conhecimento confiável provém do conhecimento filosófico.

d.O conhecimento bem estabelecido em um dado momento não esta sujeito a criticas.

e.No campo do conhecimento cientifico prevalece a existência de dogmas, isto é, verdades definitivas que podem, mas não devem ser criticadas.

QUESTÃO 6: Enem) A lenda  diz que, em  um belo  dia ensolarado, Newton estava relaxando sob uma macieira. Pássaros gorjeavam em suas orelhas. Havia uma brisa gentil. Ele cochilou por alguns minutos. De repente, uma maçã caiu sobre a sua cabeça e  ele  acordou  com  um  susto.  Olhou  para  cima.  “Com  certeza  um  pássaro  ou  um  esquilo  derrubou  a  maçã  da  árvore”, supôs. Mas não havia pássaros ou esquilos na árvore por perto. Ele, então, pensou: “ Apenas alguns minutos antes, a maçã estava pendurada na árvore. Nenhuma força externa fez ela cair. Deve haver alguma força subjacente que causa a queda das coisas para a terra” .  SILVA, C. C.; MARTINS, R A. Estudos de histór ia e filosofia das ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2006 (adaptado).   Em  contraponto  a  um a  interpretação  idealizada,  o  texto  aponta  para  a  seguinte  dimensão  fundamental  da  ciência moderna:  

a) Falsificação de teses.    

b) Negação da observação.    

c) Proposição de hipóteses.    

d) Contemplação da natureza.    

e) Universalização de conclusões

QUESTÃO 7: Leia a charge a seguir:

A) Mostrar como os alunos não utilizam as normas ABNT.

B) Mostrar como as normas ABNT podem auxiliar o aluno na difícil tarefa de realizar um trabalho acadêmico.

C) Evidenciar que as normas ABNT não têm qualquer utilidade.

D) Mostrar a falta de segurança dos alunos no uso das normas da ABNT.

E) Alertar para o fato de que as regras ABNT são antigas e inadequadas.

QUESTÃO 8: Segundo Lima (2002), as mídias sociais são responsáveis, em grande parte, pela disseminação de notícias falsas e interpretações erróneas sobre o mundo que nos cerca. O trecho acima corresponde a:

A) uma citação direta, com autor inserido.

B) uma citação direta, sem autor inserido.

C) uma citação indireta, com autor inserido.

D) uma citação indireta, sem autor inserido.

E) uma paráfrase, com autor inserido.​

QUESTÃO 9:  Ciência   empírica   é   uma   forma   de conhecimento

a) objetiva, racional e infalível.

b) geral, assistemática e racional.

c) verificável, infalível e racional.

d) sistemática, verificável e falível.

e) verificável, assistemática e falível

QUESTÃO 10: TEXTO I

Experimentei algumas vezes que os sentidos eram enganosos, e é de prudência nunca se fiar inteiramente em quem já nos enganou uma vez.

DESCARTES, R. Meditações Metafísicas. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

TEXTO II

Sempre que alimentarmos alguma suspeita de que uma ideia esteja sendo empregada sem nenhum significado, precisaremos apenas indagar: de que impressão deriva esta suposta ideia? E se for impossível atribuir-lhe qualquer impressão sensorial, isso servirá para confirmar nossa suspeita.

HUME, D. Uma investigação sobre o entendimento. São Paulo: Unesp, 2004 (adaptado).

Nos textos, ambos os autores se posicionam sobre a natureza do conhecimento humano. A comparação dos excertos permite assumir que Descartes e Hume

A) defendem os sentidos como critério originário para considerar um conhecimento legítimo.

B) entendem que é desnecessário suspeitar do significado de uma ideia na reflexão filosófica e crítica.

C) são legítimos representantes do criticismo quanto à gênese do conhecimento.

D) concordam que conhecimento humano é impossível em relação às ideias e aos sentidos.

E) Atribuem diferentes lugares ao papel dos sentidos no processo de obtenção do conhecimento.



Categorias:MATERIAL DE ESTUDO

PERGUNTAR

%d blogueiros gostam disto: