PSICOLOGIA JURÍDICA – MOD 3

Exercício 1: De acordo com a chamada Segunda Tópica de Freud, podemos dizer que o Ego é
A)Parte do nosso inconsciente que nos liga às forças do Id
B)Algo que nos liga à realidade e pode ser chamado de consciência
C)A parte mais alienada do aparato psíquico
D)A parte do inconsciente que reprime as pulsões
E)As duas partes da psique que define a motivação consciente.

Exercício 2: Para Freud, os seres humanos possuem duas pulsões, Eros e Tânatos.
Eros se define como:
A)Eros é a pulsão de vida responsável pelas loucuras que cometemos
B)Eros é a pulsão de vida responsável pela sexualidade e pela reprodução
C)Tânatos é a pulsão de morte que constrói nossa civilização
D)Tânatos é a pulsão de morte , responsável pela nossa sexualidade
E)Eros é responsável pela atribuição psíquica do homem.

Exercício 3: O superego constitui-se na infância. E é transmitido:
A)Uma única vez pela educação dos pais
B)De geração em geração pela herança cultural
C)Via DNA como herança genética
D)Pela intervenção da lei na vida familiar
E)Pela ausência das leis psíquicas

Exercício 4:De acordo com Sigmund Freud, para podermos conviver com os limites da cultura, recalcamos o que desejamos e não podemos realizar. Ao longo da
primeira infância, vai se criando, no inconsciente, uma instância que nos faz
viver de acordo com a lei. É CORRETO afirmar que essa instância é
A)O superego que representa a autoridade religiosa
B)O alter-ego que representa um espelho de nós mesmos
C)O superego que representa a autoridade dos pais no inconsciente
D)O ego que nos faz pensar melhor nas consequências de uma infração cometida
E)O Id representando suas necessidades

Exercício 5: O mecanismo de introjeção que da lugar a formação do “superego” encontra-se exagerado nos denominados neuróticos compulsivos. Estes indivíduos vivem sempre atormentados pelo sentimento de uma grande responsabilidade e tem um verdadeiro:
A)Temor a realidade compulsiva
B)Encorajamento frente as situações que desconhecem
C)Prazer em desafiar os outros indivíduos
D)Pânico à ação
E)Desconforto mental diante das possibilidades intelectuais

Exercício 6: A conduta moral, segundo a concepção psicanalítica, dependerá somente do grau de desenvolvimento do “superego” , e este por sua vez, representaria uma força oscilante, derivada do fundo sádico do instinto destruidor. Uma pessoa socialmente boa o seria na medida em que era má pa si mesma. Sendo assim, a oposição clássica entre bom e mal fica, segundo isto, reduzida em quais termos?
A)Mal para os demais ou bom para nós mesmos
B)Mal para nós e para os demais
C)Mal para os demais e ruim para os outros
D)Mal somente para os outros
E)Mal para os demais ou mal para nós mesmos

Exercício 7:Atuam no que Freud chama de “Id” (nem feminino, nem masculino, como “it” em inglês), algo sobre o qual não temos controle. Dizemos muitas vezes, quando agimos sem pensar: “foi mais forte que eu”.
Daí a necessidade da lei de manter as pulsões sob controle. Para que haja a?
A)Convivência numa sociedade civilizada, a imposição da lei, a castração, procura, portanto, não somente regular a sexualidade como também impedir que a agressividade se manifeste.
B)Numa sociedade civilizada, a imposição da lei, a castração, procura, portanto, somente regular
a sexualidade como também impedir que a agressividade se manifeste.
C)Falta de convivência numa sociedade civilizada, a imposição da lei, a castração, procura,
portanto, não somente regular a sexualidade.
D)Convivência numa sociedade sem civilização, a imposição da lei, a castração, procura, portanto,
não somente regular a sexualidade como também impedir que a agressividade se manifeste.
E)Procura, portanto, tão somente regular a sexualidade como também possibilitar que a
agressividade se manifeste.

Exercício 8: Podemos chamar o Ego, o eu, grosso modo, com a consciência. Pelo Ego estamos ligados à?
A)Irrealidade, o mundo, no qual vivemos cujas limitações somos obrigados a aceitar.
B)Realidade, o mundo, no qual vivemos cujas limitações somos obrigados a aceitar.
C)O mundo, no qual vivemos cujas ilimitações somos obrigados a aceitar.
D)Falta de realidade, o mundo, no qual vivemos cujas limitações somos obrigados a aceitar.
E)Realidade, o mundo, no qual vivemos cujas limitações somos obrigados a rejeitar

Exercício 9: Para quem estuda a lei, o superego é especialmente interessante, porque o Superego representa a lei no inconsciente. Como para Freud a lei é instaurada pelo pai, o Superego é a instância paterna no inconsciente. Não se trata do pai, no sentido natural, mas no sentido cultural, simbólico. Pai, padre, juiz, patrão e outras figuras paterna são representantes de uma cultura orientada na figura do pai. Obedecer ao Superego evita a frustração de ser chamado à ordem o
tempo todo. Cabe ainda dizer que “a lei” no sentido freudiano, não é a lei no sentido técnico jurídico.
Diante do exposto podemos afirmar que o que chama de lei são?
A)As normas da civilização que não podem ser encontradas também na moral
B)As normas e éticas de condutas da civilização que podem ser encontradas também na moralidade
C)As normas da civilização que podem ser encontradas também na moral
D)As normas da civilização que podem ser encontradas também na imoraidadel
E)As normas da civilização que podem ser encontradas também na moral coletiva e distinta entre a coletividade especifica

FONTE: UNIP



Categorias:MATERIAL DE ESTUDO

PERGUNTAR

%d blogueiros gostam disto: