PSICOLOGIA JURÍDICA MOD 5

Exercício 1: Um casal, Maria e José, têm dois filhos, Clara, de 2 anos e Francisco, de 4 anos de idade, quando resolve separar-se. A mãe obtém a guarda e companhia dos filhos e passa a morar com um novo companheiro, Carlos. Dez anos depois, Maria morre num acidente. Carlos solicita a tutela dos adolescentes. Por outro lado, o pai deles, José, quem sempre cumpria com suas obrigações como pai, quer exercer familiar para Carlos, porque Clara e Francisco criaram com estes vínculos afetivos? Assinale a resposta certa.
A)Pai dos adolescentes é Carlos, porque os criou
B)Pai dos adolescentes é Carlos, porque é com ele que estabeleceram vínculos
afetivos
C)Pai dos adolescentes é José, por que é pai biológico.
D)Pai dos adolescentes é José, porque nunca deixou de cumprir suas obrigações de pai e não perdeu o poder familiar.
E)Pai dos adolescentes é Carlos porque era casado com a mãe dos adolescentes

Exercício 2: A dissolução da sociedade conjugal traz problemas sobre tudo para o convívio entre pais e filhos. Existem figuras jurídicas previstas na legislação brasileira recente, para impedir ao máximo esse afastamento. Assinale, qual figura jurídica ainda não está prevista em lei:
A)A alienação parental
B)O abandono moral
C)A guarda compartilhada
D)O exercício do poder familiar mesmo depois da separação judicial
E)A proibição de afastar emocionalmente o filho do pai ou da mãe

Exercício 3: O pátrio poder cede também a uma forma mais igualitária de gerir a família: o poder familiar. O Código Civil de 2002, que entrou em vigor em 2003, pressupõe a igualdade dos cônjuges. Prevê a dissolução da sociedade conjugal no caso da impossibilidade de comunhão de vida. Além disso, prevê apesar da separação do casal a manutenção do vínculo de pais e filhos.
De que forma pode-se atualmente manter o casal os vínculos com os filhos?
A)Pela separação total dos cônjuges
B)Através de comum acordo
C)Pela guarda unilateral ou unificada
D)Pela guarda compartilhada
E)Pela alienação parental

Exercício 4: Segundo alguns especialistas, um dos motivos que desencadeiam distúrbios emocionais nos filhos é a convivência num lar em conflito permanente. Desta forma, entende-se que a separação conjugal deveria representar uma possível solução, mas infelizmente muitos casais encontram sérias dificuldades na
reorganização desse sistema, inclusive:

A)Na omissão da sociedade ou do Estado
B)Por falta, omissão ou abuso dos pais ou responsável
C)Em razão da conduta inadequada de um dos envolvidos na separação
D)Na divisão de responsabilidades
E)Em um caso em que os envolvidos concordam com a separação

Exercício 5: A guarda única ou exclusiva, com a nova lei, deixa de ser prioridade e passa então a guarda compartilhada a ser a opção preferencial nas decisões judiciais. Até mesmo quem não possui a guarda do filho, a partir de agora poderá pedir a modificação. No momento em que o assunto for tratado judicialmente, deverão os juízes mediar, incentivar, destacar as vantagens aos responsáveis sobre esse tipo de guarda e tratar também dos períodos de convívio da guarda, antes de
homologar a decisão, valendo-se para sua decisão de ofício ou a requerimento do
Ministério Público se basear em orientação técnico-profissional ou de equipe
interdisciplinar, observando-se o que for melhor para a criança.
Com a prioridade legal da guarda compartilhada entre os pais que se separam
quais os benefícios que se apresentam aos interesses da criança?
A)Atender as necessidades dos pais
B)Verificar a possibilidade dos pais reatarem o casamento
C)Recuperar as relações com seus pais
D)Separar os afetos paternais
E)A criança se sentir disputada pelos pais

Exercício 6: A Alienação Parental, o ato de afastar o filho do pai ou da mãe, foi proibida por lei. Caso isso aconteça o que pode acontecer?
A)Uma omissão da sociedade ou do estado
B)A possibilidade de uma intervenção em casos que ela ocorra.
C)Nenhuma intervenção judicial
D)Uma indução do processo familiar tradicional
E)Uma justificativa apresentada pelos envolvidos

Exercício 7: Na lógica patriarcal da antiga legislação civil, o pátrio poder constituía na família uma hierarquia a partir da figura do pai: O homem seria o chefe da sociedade conjugal e a mulher casada era relativamente incapaz.
Atualmente esse tipo de visão:
A)Esta em pleno uso pelo mundo
B)Está em total desconhecimento pelo mundo
C)Está mudando esse modo de compreensão
D)Está retrocedendo em sua análise
E)Está em dúvida sobre o que pensar

Exercício 8: Frente à emancipação feminina:
A)As mulheres tornam-se mais independentes e encaram com mais facilidade uma eventual separação do casamento.
B)O divórcio implica no desejo de um afastamento entre a mulher e seus filhos.
C)A sociedade não sabe como tratar a separação conjugal e o papel da mulher.
D)Os homens não aceitam uma eventual separação do casamento.
E)A legislação não tem condições de abordar esse tema.

Exercício 9: No mundo atual, novas formas de convívio familiar dão lugar à família nuclear como era vista anteriormente na sociedade. A Constituição Federal de 1988 procura dar conta dessas mudanças. Com relação a esse entendimento:
A)A família contemporânea não admite diferentes configurações
B)A sociedade não aceita diferentes constuições como por exemplo a biparental
C)A nova família está sob a proteção da Lei
D)Diferentes configurações estão fora do que delimita a lei
E)A sociedade contemporânea busca voltar às tradições antigas

FONTE: UNIP



Categorias:MATERIAL DE ESTUDO

PERGUNTAR

%d blogueiros gostam disto: