URGENTE | JUIZ GARANTE 100 % DO VALOR DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ

URGENTE | JUIZ GARANTE 100 % DO VALOR DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ

O coeficiente correspondente a 100 % do salário de benefício para a apuração da RMI do benefício de aposentadoria por invalidez.

O Juiz do Juizado Especial Federal de São Raimundo Nonato – Piauí (TRF1), julgou inconstitucional o novo cálculo da RMI da aposentadoria por incapacidade permanente após reforma da previdência.

Na ação o advogado requer a revisão do benefício após o INSS ter reduzido o valor da RMI com a conversão de auxílio por incapacidade temporária em aposentadoria por incapacidade permanente.

O juiz utilizou o entendimento do TRF4 em recente decisão.

“Em razão da inconstitucionalidade do inciso III do §2º do art. 26 da EC 103/2019, esta turma delibera por fixar a seguinte tese:

O valor da renda mensal inicial (RMI) da aposentadoria por incapacidade permanente não acidentária continua sendo de 100% (cem por cento) da média aritmética simples dos salários de contribuição contidos no período básico de cálculo (PBC). Tratando-se de benefício com DIB posterior a EC 103/19, o período de apuração será de 100% do período contributivo desde a competência julho de 1994, ou desde o início da contribuição, se posterior àquela competência.

 (5003241-81.2021.4.04.7122, TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DA 4ª REGIÃO, Relator DANIEL MACHADO DA ROCHA, juntado aos autos em 12/03/2022).

Sem delongas, filio-me ao citado entendimento. Considero que deve ser utilizado o coeficiente correspondente a 100 % (cem por cento) do salário de benefício para a apuração da RMI do benefício de aposentadoria por invalidez, devendo ser observado, em relação ao período básico de cálculo, o caput do art. 26 da EC n.º 103 / 2019.

Desse modo, faz jus o demandante à revisão da RMI do seu benefício previdenciário, cabendo ao INSS, efetuar a correção no cálculo da RMI do benefício de aposentadoria por invalidez da parte autora, utilizando 100% (cem por cento) do período contributivo desde o início da contribuição”, finalizou o magistrado.

FONTE: Proc. 1002647-30.2022.4.01.4004

***



Categorias:PREVIDÊNCIA

1 resposta

  1. Porque fica me enviando essas coisas meu advogado me disse hoje que o meu processo não tem nada aver

PERGUNTAR

%d blogueiros gostam disto: